Haïtza 1930

O Hotel Haïtza – a rocha, em Basco – está firmemente inserida na memória colectiva dos habitantes de Pyla. Construído em 1930 pelo visionário Louis Gaume, o estabelecimento de uma arquitetura neo-basco é uma testemunha privilegiada da idade de ouro e do desenvolvimento da  Côte d’Argent (litoral de Aquitânia). Haïtza rapidamente se tornou um lugar emblemático, com passagem de  hóspedes ilustres: a atriz Annabella, o designer de moda Jeanne Lanvin, a família Rothschild, Michelin, como também de Charles Trenet e Yves Montand. O hotel se torna o ponto de encontro essencial para os amantes eda bacia d’Arcachon, o epicentro de uma efervescência cultural excêntrica e cosmopolita.